sexta-feira, novembro 18, 2016

Sobre a compaixão

Há alguns anos, li na revista Live Happy (Viver feliz) uma matéria muito bacana relatando que, ao ajudar a curar (ou melhorar) o mundo, nós construímos nossa própria felicidade.

A matéria cita o Dalai Lama como uma das pessoas que dizem que a compaixão é essencial para o bem-estar geral. Ele diz que amor e compaixão são necessidades na vida, não luxos. Eu concordo e assino embaixo.

Segundo a revista também, o neurocientista Jordan Grafman do National Institute of Health provou através de estudos que atos de caridade ativam áreas no cérebro relacionadas ao prazer. Está provado: doar realmente é uma alegria. 

A matéria é longa e o ponto central é sobre a importância de doarmos amor, seja como for. Eu, que já adoro o assunto e acredito que amor é ação, não só falação, pensei em alguns florais que buscam o compassivo e a bondade dentro de nós.

Num mundo movido a selfies, ter o olhar amoroso para o outro pode fazer toda a diferença no dia de alguém. Já pensou nisto?

California Wild Rose (Califórnia) - instaura em  nós a capacidade de se interessar pelos outros.

Scotch Broom (Califórnia) - ajuda a perceber as dificuldades que existem no mundo (e são tantas) como uma oportunidade de ser bacana com o outro.

Mallow (Califórnia)- excelente para quem precisa mostrar calor humano.

Heater (Bach) - indicado para quem só se preocupa com os próprios problemas e não tem empatia pelos os dos outros.

Yellow Star Tulip (Califórnia) - para os que não têm percepção do sofrimento alheio. Ajuda a pessoa a desenvolver receptividade aos outros.

quinta-feira, novembro 17, 2016

Love it Forward List em Português

Carta aberta ao voluntários e futuros voluntários do Love it Forward List:

Queridos,

Desde que o projeto foi criado, há dois anos, várias pessoas escreveram comentando sobre o perfil do Instagram ser em Inglês.

Não sei se todos sabem mas eu moro na Califórnia há cinco anos.
Meus projetos nasceram aqui, muito pequenos e espontaneamente.
É por isto que as redes sociais estão em inglês.
Mas eu nunca imaginei que eles pudessem tomar a proporção que tomaram.

Relutei muito em fazer um perfil só em Português porque se por um lado o projeto cresce sem parar, as 24 horas do meu dia não crescem na mesma proporção.

Mas hoje acordei animada e fiz isto para vocês, por vocês, pelo projeto, pelo amor!

Quero postar mais fotos das lindezas que vcs preparam. Quero dividir trechos das cartas que recebemos.
Quero distribuir mais amor! Quero vocês comigo.

Então, correm lá e comecem a seguir.
O perfil ainda está meio mambembe mas é porque estou envolvida em outros projetos e preciso dividir meu tempo com eles todos.

Mandem fotos para mim!
Vamos fazer uma revolução de amor!
Vamos enviar cartas!





E juntos vamos fazer este projeto crescer.
Divulguem este novo perfil o máximo que puderem. Façam essa história chegar mais longe!
Vamos recrutar mais gente e enviar ainda mais amor.
Precisamos de gente engajada.

Quem puder ajudar, eis aqui uma listinha do que o projeto ainda precisa:

- identidade visual mais forte
- parcerias com empresas que acreditem no potencial do trabalho voluntário
- um website
- alguém conhece pessoas de meio de comunicação que possa divulgar ainda mais nosso projeto?


Levanta a mão quem quiser fazer esta corrente de amor crescer!
Amo vocês!
Carol

segunda-feira, novembro 14, 2016

Quer enviar uma carta hoje?

Vou aproveitar este espaço para uma vez por semana dividir uma das histórias do Love it Forward List e, quem sabe, encontrar mais gente para distribuir amor.

Caso você não saiba do que se trata, por favor, leia este post: Como um gesto de amor pode mudar uma vida.

***************

Erez Gaon tem 8 anos e tem numerosas marcas de nascença no rosto e corpo devido a uma condição congênita rara.

Sua mãe, Ruthi, postou uma mensagem para o Facebook na semana passada, depois que algumas pessoas debocharam do seu filho na rua, rindo e fazendo comentários maldosos.

"Eu juro que eu me acostumei com as pessoas olhando, os comentários por trás das costas. Mas o triste fato é que, não importa o quanto nós falamos de inclusão e aceitação, os diferentes são sempre excluídos", ela escreveu. Como mãe, é difícil para mim perceber o quanto as pessoas podem ser malvadas. Como alguém pode rir de você, meu amado filho?”.

Eu tive a chance de falar com ela on-line e Ruthi está maravilhada coma ideia de Erez receber apoio através de cartas de amor, em um momento em que ele se sente tão diminuído.

Então, é como uma mãe de um garoto especial também, que eu lhe peço para não ignorar este pedido de carta.

Vamos todos dizer a Erez como ele é bonito, único e especial. Ele ama Bob Sponge e Minions.
Como ele só tem oito anos, mais fácil mandar frases curtas ou imagens.
As cartas podem ser em inglês e em espanhol.

Para quem não domina o idioma:

1. Lembrar que uma imagem ou uma frase tirada da Internet são suficientes para expressar um sentimento bonito. Ou um pequeno presente, um desenho, um origami, uma foto. O amor fala todas as línguas. 

2. Pedir ajuda a mim para a tradução. 


O mundo precisa de mais amor e amor é AÇÃO!


Abaixo, uma foto de Ruthi ostentando sua própria constelação de pontos marrons e fazendo expressões engraçadas ao lado de adorável Erez.
Em Israel, onde moram, as pessoas estão pintando o rosto e mandando fotos como apoio ao jovem Erez.

Caso queira escrever para ele, entrar em contato comigo através do email loveitforwardlist@gmail.com

Erez e sua mãe Ruthi dando a lingua para o preconceito!

Consultas online

São muitos os mails que recebo diariamente perguntando como funciona a minha consulta online.


Aproveito então para republicar este post antigo mas que ainda é muito válido e esclarecedor. Li a matéria em um jornal canadense, quando ainda morava em Toronto, Canadá, sobre o número cada vez maior de consultas terapêuticas online, as e-therapies.

Os argumentos para explicar cada vez mais adeptos da prática são os mesmos que eu já uso há muitos anos, quando comecei com este tipo de consulta (aliás, fui a primeira no Brasil a oferecer consultas florais on-line), meio que por acaso e que depois se tornou a regra e não a exceção.

Algumas das explicações dadas pelas pessoas entrevistadas foram:
Conveniência de você ter sua sessão a qualquer hora do dia e em qualquer lugar, especialmente nos dias de hoje em que todos correm contra o tempo
As pessoas tendem a organizar melhor seus pensamentos quando estão escrevendo, chegando ao cerne do problema mais rápido
Possibilidade do cliente poder reler as respostas do terapeuta sempre que precisar de novo fôlego
Através do mail, a pessoa tem a certeza de que escreveu tudo o que precisava e não sai da consulta com um "eu deveria ter perguntado isso" na ponta da língua
Muita gente se sente mais à vontade para expor seus sentimentos na sessão online do que no contato cara-a-cara.

Não estou aqui pregando que a consulta online é a melhor, mas, sim, que também é uma opção viável e atual. Toda forma de cura tem seu espaço. Segundo o jornal, o nível de satisfação dos pacientes online é o mesmo do dos outros. E, pra finalizar, eles lembram que a e-theraphy é uma nova abordagem de uma antiga tradição: Freud escrevia cartas como parte da sua prática de aconselhamento.

E Edward Bach também!


Querendo saber mais sobre minhas consultas online, é só escrever: carolinaareas@yahoo.com.br !

sábado, novembro 12, 2016

Como um gesto de amor pode mudar uma vida


Sei que tenho andada sumida. E muito. Mas a causa é justa. Meu tempo tem sido dedicado a uma causa linda, o meu projeto Love it Forward List.

Em poucas palavras: sempre que fico sabendo de alguém que está passando por um momento difícil, eu e meu maravilhoso time de voluntários enviamos cartas para a pessoa.

Na verdade, cartas e cartões não são o limite. Mandamos Origamis, desenhos, recortes, colagens, pétalas de flores, fotografias! Qualquer coisa bonita que traga uma mensagem de amor e esperança para quem vai receber o nosso carinho.

Na revista Veja Rio saiu recentemente o depoimento de uma pessoa que recebeu as cartas. Fabiano conta como o projeto fez toda a diferença quando ele passava por um momento bem difícil.

Clique aqui para ler o texto na íntegra. Espalhe o link, espalhe a ideia. Junte-se a nós.

Quanto mais amor a gente coloca no mundo, melhor para todos nós.

Contatos:

loveitforwardlist@gmail.com
Instagram: Love_is_action_movement
Facebook: Love is Action Movement



Diga não ao bullying


Infelizmente esta palavra da lingua inglesa vem sendo cada vez mais conhecida. O bullying é caracterizado quando um ou mais alunos faz uso de atos agressivos - verbais ou físicos - repetidamente contra um ou mais colegas.
Alguns destes atos podem ser colocar apelidos ofensivos, humilhar, discriminar, isolar, intimidar, perseguir, amendrontar, bater, tiranizar. Alvos frequentes são os tímidos, os baixinhos, gordinhos, portadores de óculos, os muito magros. Crianças que sofrem de baixa autoestima e têm dificuldade para reagir à situação.
É muito difícil para os pais descobrirem que seu filho sofre algum tipo de perseguição em sala de aula, seja ela verbal ou física. Entrar em contato com a escola e deixar a direção ciente dos fatos e disposta a solucionar a situação penosa é o primeiro passo.
Em casa, é importantíssimo trabalhar a autoestima da criança ou adolescente, além de fazê-lo entender que é preciso reagir e denunciar o agressor.
Alguns florais podem ser de extrema valia neste processo pois resgatam a autoestima e despertam a coragem de relatar os problemas da escola. Reconhecer seus valores desperta o amor por si mesmo. E quem se ama cria forças para sair de situações de tirania
"Reconhecer seus valores desperta o amor por si mesmo. E quem se ama cria forças para sair de situações de tirania" ou humilhação.
  • Larch(Bach) - para os que sofrem de grande insegurança e baixa autoestima. Traz confiança para que a criança sinta-se fortalecida e expresse seus sentimentos.
  • Mimulus(Bach) - bom para os tímidos, acanhados, medrosos e que vêem a si mesmos como fracos e vulneráveis. Aumenta a capacidade de enfrentar os desafios.
  • Centaury(Bach) -indicado para quem sempre se comporta como "capacho" dos outros.
  • Confid Essence(Austrália) - este composto floral é para os que sofrem de baixa autoestima, timidez, falta de confiança e acabam incorporando o papel de vítima. Desperta a habilidade e o poder de mudar as situações negativas.
  • Buttercup(Califórnia) - este floral é perfeito para a criança que se subestima e não percebe o próprio valor. Para os introvertidos que têm dificuldade para inserir-se em círculos sociais.
  • Trumpet Vine (Califórnia) - desperta a autoconfiança para comunicar-se.

Veja abaixo algumas das essências que podem fazer a diferença na vida social do seu filho:

segunda-feira, fevereiro 22, 2016

Sem medo de ir ao dentista

Se você é daquelas pessoas que tremem só de pensar no barulhinho da broca de dentista, saiba que os florais de Bach são excelentes auxiliares para acabar com esta fobia. É o que afirma uma recente pesquisa realizada na Inglaterra.

Durante o estudo, foram selecionados 312 pacientes que sofriam de dentophobia (medo de dentista) e que puderam escolher entre tomar o Mimulus ou o Rescue Remedy antes da consulta dentária. Dos pacientes que relataram sofrer um estado agudo de medo nas mãos do dentista, 94% do grupo do Rescue e 84% do grupo do Mimulus disseram que depois das gotinhas o nível de ansiedade foi praticamente reduzido.

O Mimulus trata os medos de origem conhecida, entre eles, o de ir ao dentista. Esta essência restaura a coragem e a segurança para enfrentar os desafios. Já o Rescue é a fórmula do resgate, excelente para situações de emergência. 

Um outro estudo, realizado pelo King’s College London, comprova que o óleo essencial de lavanda também reduz o stress de enfrentar a consulta dentária. Basta que o paciente inale duas gotas do óleo num lenço de papel ou num algodão para que relaxe e a consulta transcorra de maneira tranquila.

É a natureza ajudando o ser humano de maneira suave e eficaz.

Leia mais sobre:

terça-feira, janeiro 26, 2016

Fortalecendo seu espaço no mundo



Há algumas semanas recebi o mail de uma mãe aflita. Ela dizia perceber que o filho de oito anos submetia-se a tudo o que os amigos queriam e que também parecia não ter muita consciência do seu espaço físico no mundo: os ombros eram sempre caídos, os braços protegendo o tronco, uma postura meio recolhida e medrosa.


Foi preciso apenas um vidro, incluindo entre outras essências o Centaury (foto) e o Chicory, para que a mãe me escrevesse novamente um mail cheio de alegria e satisfação. 

Entre as mudanças que ela percebeu foi a de que o filho já não se mostrava tão ansioso para estar sempre grudado em algum amigo. "Foi como se de repente ele tivesse sido preenchido de muito amor, em especial por si mesmo, e tivesse encontrado satisfação em estar com ele próprio sem a necessidade de alguém por perto". E sem aceitar o domínio dos amigos, ele passou a desenvolver o verdadeiro companheirismo em suas relações.

Perguntei como andava sua postura no dia-a-dia e ela contou que ele já não parecia mais um bichinho acuado sempre com seu espaço invadido pelos outros.

Criança feliz me deixa sempre feliz.

Quer ler mais um pouco sobre as duas essências citadas? Clique aqui:



quarta-feira, dezembro 30, 2015

Espalhando o amor


Muita alegria em ver meus projetos ganhando o mundo e espalhando cada vez mais amor. Leia em O Globo a matéria completa. Clique aqui

Quanto mais amor a gente coloca no mundo, melhor para todos nós.

Instagram: Word Rocks Project
Facebook: Word Rocks Project & Love it Forward List

sábado, julho 25, 2015

Na Revista Vida Simples, editora Abril, deste mês

Muita alegria de ver um dos meus projetos nas páginas desta revista que amo!
O mundo precisa de mais amor!

Siga o Word Rocks no Instagram: Word Rocks Project