quinta-feira, dezembro 13, 2007

Para Francisco

De primeira, parece triste. E é. Muito.

De segunda, parece lindo. E é. Muito. E também profundo, intenso, arrebatador, singelo, bem-humorado, delicado além da alma e que alma!

Cheguei no Para Francisco navegando em blogs de moda. E dei de cara com este texto de abertura: Um homem morre dois meses antes do nascimento do seu primeiro filho. Assim nasce esse blog. Tentando entender e explicar dois sentimentos opostos e simultâneos vividos pela viúva e mãe que, no caso, sou eu.

Impossível não querer mergulhar no universo de Cristiana Guerra (foto), de Guilherme Fraga, o homem
amado, e do pequeno Cisco, filho de oito meses dos dois. Li compulsivamente, com o coração apertado, olhos cheios d'água. Que história é esta? Que mulher é esta? Que bebê de sorriso de anjo é este? Que destino é este? E as fotos? Ai, as fotos!

Neste momento de fim de ano em que a gente, querendo ou não, faz um balanço de tudo o que realizou (e também de tudo o que deixou de realizar), ler sobre a Cris Guerra (não tem sobrenome mais perfeito para descrevê-la) é uma lavada de alma. Uma sacudida e tanto. Uma vontade de reinventar tudo. De recriar os sentimentos. De viver o presente e ser feliz.

Uma mulher que de sua dor profunda desperta um poder transformador (transforma+a+dor) na vida de quem nem a conhece. A gente acaba de ler a história dela, enxuga as lágrimas e se dá conta que, apesar dos pesares, sempre dá para renascer. Como ela fez, renascendo em seu filho.

Para isso, basta olhar para o Francisco que está sempre com aquele rostinho de "vem ver que a vida ainda vale o sorriso que eu tenho pra te dar" (Chico Buarque).


PS: Fiquei na dúvida se caberia ou não colocar aqui, mas coisa boa sempre cabe. A Cristiana tem outro lado também, e outro blog, alegre e colorido e delicioso. É o Hoje eu vou assim. Dona de um guarda-roupa e de um bom gosto sensacionais, ela fotografa diariamente a roupa com que vai ao trabalho e posta lá. Cada combinação, cada detalhe, cada peça!