segunda-feira, maio 30, 2011

Sou frágil, sim, e daí?


O que é exatamente força? Ter um físico grande e voz alta? Comprar briga por qualquer motivo? Nunca chorar? Jamais pedir ajuda? Achar que acerta sempre? Desculpe, Super-Homem, mas assim fica difícil acreditar em você.
Força é saber ceder. É saber se colocar com voz suave, porém firme. É acreditar nos sonhos mesmo quando é época de chuvas e trovoadas.
É esta a minha abordagem no novo texto para a Revista Personare, sobre aprender a encarar a fragilidade como uma qualidade à medida em que, admitindo nossas falhas e inseguranças, nos abrimos para aprender e melhorar. Quer saber mais, clique aqui.