terça-feira, julho 26, 2011

Sai deste computador, menino!


Adolescentes que passam de oito a treze horas diárias em frente ao computador. A crescente quantidade de pessoas procurando consultórios de psicólogos para se tratarem da dependência de redes sociais e uso de iPads, iPhones ou qualquer aparelhinho ligado a Internet.

Um vício dos tempos de hoje? Provável. Sinal dos tempos, sem dúvida. Cada vez mais conexões virtuais, cada vez menos tempo pra vida que corre bonita lá fora.

Alguns florais podem ajudar nesta compulsão ou nesta dificuldade em desconectar-se. A começar pelo Cherry Plum (Bach), que eu diria ser o floral do auto-controle. Ou o Chestnut Bud (também de Bach) que é excelente para ajudar a quebrar padrões repetitivos que levam ao vício ou a cortar hábitos arraigados.

Dos florais da Califórnia, o maravilhoso Morning Glory também auxilia a pessoa a cortar hábitos viciosos e romper com padrões de comportamento nocivos.

Mas diria que o mais importante mesmo neste processo é tentar identificar a necessidade (ou seria compulsão?) de contar a vida em capítulos transformados em posts no Facebook. Ou a incontrolável necessidade de checar o telefone a cada cinco minutos (seja na mesa do restaurante, na cadeira do cinema, na roda de amigos), rapidinho, só pra ver se chegou um mail novo. Solidão? Escapismo? Exibicionismo? Necessidade de aprovação? Construção de uma persona mais interessante do que você realmente é na vida real?

Vale a pena fazer uma reflexão sobre este excesso. E é sempre bom lembrar que há flores lindas para te acompanhar no caminho.