terça-feira, setembro 27, 2011

Amor nos tempos das mãos dadas

Nestes tempos de Facebook, em que as pessoas parecem cada vez mais apostar no convívio virtual ao invés do real, ler que o contato físico faz bem ao coração e à saúde, confesso, é um alívio.

Segundo pesquisas da Universidade da Carolina do Norte, casais que dão as mãos por vinte minutos diários ou se abraçam por 20 segundos apresentam pressão arterial mais baixa depois de completarem uma tarefa estressante do que os casais que não se tocam.

Bom demais constatar que o afeto diário (real) é capaz de melhorar tudo, inclusive a saúde.