terça-feira, outubro 22, 2013

Xô, preconceito!


Dia destes estava eu a assistir a entrevista de uma grande cantora do samba brasileiro. 

Fiquei intrigada com o fato de que ao mesmo tempo em que ela gostava de frisar que foi criada sem preconceitos e que era popular, mostrava uma xenofobia grande em relação aos americanos. 

Os comentários a respeito eram tão rasos quanto dizer que a capital do Brasil é Buenos Aires ou que há macacos correndo livres pelas calçadas do país.

Fiquei a pensar o quanto aceitamos e repetimos crenças que nos são passadas sem que nos questionemos se são verdadeiras ou não. A minha experiência nos Estados Unidos, por exemplo, me pôs em contato com pessoas super generosas e um senso de comunidade que nunca experimentei antes.

Imagina se eu tivesse ficado presa aos pré-conceitos que ouvi sobre os americanos e me fechado numa concha? Jamais teria tido a oportunidade de conhecer gente tão bacana como venho conhecendo.

E o mesmo vale para muitas situações. O amigo que você não fez porque ele se vestia diferente. O filme que você deixou de ver porque tratava de um tema desconhecido. A música que você não ouviu porque era de um ritmo novo.

Então, caneta na mão para anotar uns florais bem bacanas contra qualquer tipo de preconceito. Afinal, qualquer maneira de amor vale a pena!

Beech (Bach) - ajuda a desconstruir a imagem negativa que fazemos dos outros a partir de padrões de preconceitos.

Holly (Bach) - esta essência é indicada para qualquer tipo de preconceito pois abre o coração à verdadeira compaixão humana, estimulando um lindo sentimento de conexão com os outros.

Mullein (Califórnia) - Desenvolvendo seu próprio senso do que é certo ou errado, você é capaz de de desenvolver valores sem  precisar levar em conta os preconceitos sociais.

Water Violet - para aqueles que se consideram superiores aos outros em razão de cultura, classe ou raça diferente.